26/09/2016

Quem for o menor, esse será o maior - HD336 - Segunda-feira da 26.ª Semana do Tempo Comum (P)

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Meus queridos irmãos e irmãs, Jesus no evangelho de hoje tenta ensinar os seus discípulos o caminho da humildade. Ele fala que quem acolhe uma criança em meu nome é a mim que acolhe. Mas porque esse ensinamento de Cristo? Se nós formos colocar o evangelho no seu contexto nós vamos ver o seguinte, que alguns versículos atrás, Jesus fez um grande exorcismo, um exorcismo extraordinário de um menino epilético, e ninguém conseguia expulsar o demônio dele. O episódio termina assim, todos ficaram tão entusiasmados com as maravilhas de Deus, todos começaram a ver a grandeza de Deus, maravilhados, e estão todos assim com as coisas de Deus, com a grandeza de Deus. E a reação na vida dos discípulos é de se perguntar, e nós? Quem de nós é o maior?

Começa ali uma disputa, para saber quem vai ocupar o primeiro lugar, pois bem, Jesus aqui se coloca como uma criança, se coloca no lugar de uma criança, é assim que nós devemos ser humildes, devemos ser pequenos, porque nesta humildade que vem exatamente o poder de Deus. Na luta contra satanás, só é vencedor, aquele que for humilde. É importante isto, importante nós recordarmos que, se nós queremos vencer o demônio no nosso dia a dia, a primeira atitude nossa, não pode ser uma atitude de soberba e arrogância que diz: comigo ninguém pode! Se você fizer isso, se você ficar disputando pelos primeiros lugares, se você quiser ser o "tal", o cara, cheio de poder, ali, o demônio já venceu, e já venceu clamorosamente. Nós devemos seguir o caminho da pequenez e da humildade, da pequenez de fazer-nos como pequeninos, no sentido de que, como a criança que se entrega nos braços de seu pai.

Nós estamos ainda na novena de preparação para a festa de Santa Terezinha do Menino Jesus. É quase inevitável ao meditarmos sobre este evangelho, recordarmos a pequena via. Um pequeno caminho de Santa Terezinha. Na sua história de uma alma, existe um episódio em que Santa Terezinha quando era criança ainda, teve um sonho, ela viu no jardim da sua casa dois pequenos demônios, e ela, pequenina, criança, foi atrás deles e eles fugiram dela. Santa Terezinha chega na seguinte conclusão. Esse sonho não tinha nada de extraordinário, mas o que Deus está querendo me ensinar com isso, é que até os demônios tem medo de uma pequena criança, quando ela está em estado de graça, confiando plenamente em Deus. É isto, nós precisamos aprender esse caminho da pequenez, precisamos aprender esse caminho de quem confia no que Deus pode fazer através de nós.

Então, se você se faz pequeno, ali é que Deus será grande em você. Interessante é que nós cavemos um grande poço, um grande abismo de humildade, porque somente tendo esse abismo de humildade, é que Deus poderá se jogar dentro dele, então teremos um poder que vem do alto. Mas aqueles que querem, arrogantes, dizer o que pode e o que não pode, dizer quem pode expulsar os demônios ou quem não pode, este está se afastando do caminho de Deus, porque o caminho de Deus é exatamente o caminho da pequenez. O próprio Jesus nos ensinou isso na carta aos filipenses capítulo 2, ele se negou a Deus, se esvaziou e se fez humilde, tomando a forma de escravo, por isso, Deus o exaltou sobremaneira. Aprendamos. o edifício da nossa fé, precisa estar baseado nesta humildade, humildade de quem sabe ser criança, criança totalmente confiante, nos braços do seu pai.

Deus abençoe você.

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.



Acima, texto transcrito do vídeo:


Abaixo, texto do site:


Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

(Lc 9, 46-50)

Naquele tempo, houve entre os discípulos uma discussão, para saber qual deles seria o maior. Jesus sabia o que estavam pensando, pegou então uma criança, colocou-a junto de si e disse-lhes: "Quem receber esta criança em meu nome, estará recebendo a mim. E quem me receber, estará recebendo aquele que me enviou. Pois aquele que entre todos vós for o menor, esse é o maior".

João disse a Jesus: "Mestre, vimos um homem que expulsa demônios em teu nome. Mas nós lho proibimos, porque não anda conosco". Jesus disse-lhe: "Não o proibais, pois quem não está contra vós, está a vosso favor".


O Evangelho desta segunda-feira vem recordar-nos a importância capital que a humildade deve ter em nossa vida cristã. "Aquele que entre todos vós for o menor", ensina o Senhor a seus discípulos, "esse é o maior". Essa lógica à primeira vista "confusa" de Deus é, na verdade, profundamente sensata e, além do mais, um grande remédio para a nossa soberba, raiz de nossas mais deploráveis misérias e tristezas. Não temos de perder tempo buscando saber, como a princípio fizeram os Apóstolos, quem é ou não o maior no Reino de Deus, quem é o mais piedoso, o mais virtuoso e outras futilidades tais.

O necessário é que nos esvaziemos de nós mesmos e deixemos em nossa alma espaço para que Deus — e não nós — seja grande. Em nossa oração de hoje, imploremos a Ele que nos dê espírito de criança, a fim de que saibamos acercar-nos dEle com simplicidade e confiança, com a certeza de que, mantendo-nos fiéis à sua Palavra e abandonando-nos à sua Providência, nada nos há de faltar, nenhuma graça de que tenhamos necessidade nos será negada. Recorramos por fim à intercessão de Santa Teresinha do Menino Jesus, cuja memória se aproxima, e peçamos-lhe que nos ajude a seguir sua pequena vida de amor e santidade.


-------

Espelho completo e corrigido do link com os textos, áudio transcritos, bibliografias e referências:
https://padrepauloricardo.org/episodios/quem-for-o-menor-esse-sera-o-maior